Saiba como o neuromarketing pode ajudar nos resultados da sua loja

O neuromarketing é uma tendência superpromissora, considerada a nova ciência do comportamento do consumidor. E não é para menos! Imagine só o potencial de identificar e compreender o comportamento de seus clientes para, usando esses dados, entregar exatamente aquilo que ele espera!

O fato de oferecer uma experiência mais individualizada e a possibilidade de prever os próximos passos e demandas do consumidor são os grandes atrativos do neuromarketing. 

Mas você conhece todas as vantagens que essa ciência pode trazer ao seu negócio? Se não, não tem problema: neste post, explicamos o conceito e mostramos como o neuromarketing pode efetivamente melhorar os resultados de sua empresa. 

O que é Neuromarketing?

Por mais que, num primeiro momento, as decisões de compra dos clientes pareçam totalmente racionais, elas sofrem influência de diversos fatores inconscientes. É aí que entra o neuromarketing.  

Como o nome sugere, o principal trunfo do neuromarketing é aliar marketing e neurociência com o objetivo de desvendar e analisar o comportamento dos clientes e, com base em informações empíricas, atender suas necessidades a contento, ganhando uma importantíssima vantagem competitiva ante os concorrentes.  

O neuromarketing se propõe a estudar o comportamento dos consumidores para entender como  se dá seu processo de decisão de compra. Por meio do estudo das reações neurológicas a determinados estímulos externos,  ele busca compreender o que está por trás dos desejos do público, quais são seus principais estímulos e motivações para adquirir um produto ou serviço, a razão pela qual preferem determinada marca em detrimento de outra, o porquê de se manter fiel a determinada empresa e o que pode levá-los a desistir no meio do processo de compra, entre outros insights decisivos. 

Compreendendo a maneira como as pessoas reagem aos estímulos, o neuromarketing consegue utilizar esses dados para criar estratégias e campanhas mais eficazes, e  conduzir os leads ao longo do funil de vendas em busca de mais conversões. 

Como o Neuromarketing pode ajudar a trazer resultados para seu negócio 

Existem vários jeitos de aplicar os conceitos do neuromarketing para potencializar as conversões e ganhar mais lucratividade. Abaixo, listamos algumas maneiras simples de fazer essa ciência trabalhar a seu favor!

Explore os gatilhos mentais

A ciência já sabe que o cérebro humano responde de maneiras diferentes sob certos estímulos. Alguns desses estímulos são aquilo que chamamos de “gatilhos mentais”, ou seja, os elementos disparados que estimulam o cérebro a agir rapidamente em determinadas situações.

Utilizar os gatilhos mentais em sua estratégia pode ser uma ótima maneira de acelerar o processo de decisão de compra e melhorar as conversões. 

Existem vários gatilhos mentais úteis que podem ser explorados para conquistar mais resultados, como a escassez, a exclusividade, a urgência, a prova social, a reciprocidade, entre outros.

A escassez é o tipo de gatilho que estimula o cliente a tomar uma decisão de compra mais rapidamente por achar que a oportunidade vai acabar e ele vai ficar sem aproveitá-la. Para aplicar isso na prática, você pode colocar, por exemplo, uma etiqueta de “últimas unidades” nos produtos cujo estoque está acabando, ou utilizar chamarizes como “última chance de garantir o seu produto”. 

Por sinal, a escassez está ligada diretamente ao gatilho da urgência, ou seja, aquele sentimento de que o tempo está se esgotando e que logo os preços vão subir. Esse tipo de apelo é amplamente utilizado em promoções-relâmpago e ofertas por tempo limitado. Se puder, insira um contador no site para aumentar ainda mais o senso de urgência!

O gatilho da prova social se baseia na ideia de que, ao perceber que outras pessoas estão consumindo e recomendando um produto ou serviço, é porque ele é realmente bom.  Você pode explorar esse apelo para influenciar seu público, mostrando a ele que seus produtos estão sendo usados e apreciado por outras pessoas. Você pode, por exemplo, incluir chamadas como “esse é o produto mais vendido no nosso site”, ou até mesmo inserir recomendações de outros compradores no site. 

A exclusividade, como o próprio nome já diz, está relacionada àquela prazerosa sensação de se sentir diferente. Coloque seu cliente em um patamar acima, tratando-o de maneira especial. Assim, ele tenderá a comprar, porque sentirá que aquele produto ou serviço oferece vantagens exclusivas, a que outras pessoas não podem ter acesso. Dica: use e abuse de expressões como  “VIP”, “especialmente para você”, entre outros apelos.  

O gatilho mental da reciprocidade, por sua vez, está ligado à convenção social de que se deve retribuir um presente ou, no caso, um benefício. Oferecer aos seus clientes algo relevante, como um cupom de desconto, um brinde ou até mesmo algum material gratuito é uma ótima maneira de conquistá-lo de uma vez por todas. 

Existem muitos outros gatilhos mentais que você pode utilizar para obter melhores resultados. Dominando essa técnica, o aumento das vendas é apenas questão de tempo!

Saiba trabalhar com imagens em sua comunicação

Você certamente já ouvir aquele ditado que diz que “uma imagem vale mais do que mil palavras”. Pois bem, no mundo do marketing e da comunicação isso é uma constante: utilizar imagens chamativas e bem produzidas ajuda a atrair a atenção do público e acaba sendo muito mais eficaz do que um mero texto corrido, já que é mais fácil para o receptor compreender e interpretar as imagens do que as palavras.

Por isso, a dica para se destacar da concorrência é investir em um conteúdo visual apelativo para conquistar mais clientes e persuadi-los a fechar negócio. 

Estabeleça padrões

Invista na repetição para para conquistar resultados surpreendentes! Repetir ideias, cores, jargões e conceitos de formas diferentes é uma ótima maneira de chamar a atenção do consumidor, pois isso ajuda a criar uma marca de sua empresa e fixá-la na mente do público. Isso é muito eficiente para aumentar a persuasão e, consequentemente, melhorar a conversão. 

Aposte na ancoragem de preços

Em muitos casos, o preço é o principal fator decisivo para que o cliente opte por concretizar a compra. E existe uma boa maneira de levá-lo a chegar a essa decisão mais rapidamente: a tática da ancoragem de preços. 

Essa técnica consiste na comparação de preços para que o próprio cliente consiga avaliar se o valor cobrado pelo produto ou serviço está abaixo ou acima da média. Essa comparação pode ser realizada de diversas maneiras.

É possível comparar seus preços com aqueles praticados pela concorrência, por exemplo, ou até mesmo com o valor cobrado na própria loja fora da promoção. Isso é muito comum em campanhas do tipo “leve 3 e pague 2”, “na compra de três itens ganhe desconto no mais barato”, entre outras ações que deixe explícita a vantagem financeira ao aproveitar aquela oferta. 

Esperamos que este post tenha servido para esclarecer o conceito do neuromarketing e sugerir algumas aplicações dessa ciência para melhorar seus negócios. Você já usa alguma das técnicas descritas aqui?

Nexaas Soluções