Smart Terminal x POS e TEF – Qual a diferença entre as tecnologias para o ponto de venda?

27 de janeiro de 2018, às 23:19

Nos dias atuais, é praticamente inadmissível que qualquer empresa não aceite pagamento em cartão de débito ou de crédito. Para que essa facilidade seja oferecida ao cliente, é necessário que o varejista conte com um tipo de tecnologia para leitura e transmissão de dados financeiros. Dentre elas, as mais comuns são o POS (Point of Sale, ou “ponto de venda”) e o TEF (Transferência Eletrônica de Fundos).

Você sabe qual é a diferença entre as máquinas de cartões de crédito e de débito nos estabelecimentos comerciais? Nesse artigo, explicaremos direitinho como funcionam as tecnologias POS e TEF, e falaremos sobre a inovação proposta pela tecnologia do Smart Terminal, que possibilita a utilização de um único terminal para substituir o computador, a impressora e a máquina de cartão.

Diferenças entre POS e TEF

POS e TEF são tecnologias que permitem a leitura e a transmissão de dados financeiros, e cada uma delas tem características específicas.  

O POS é a famosa “maquininha portátil”, que pode ir à mesa do cliente de um restaurante ou ser levada por um entregador para pedidos entregues em domicílio, por exemplo. Cada máquina funciona por uma rede de adquirência, portanto, o varejista que desejar trabalhar com várias redes (por exemplo, Cielo e Rede) deverá ter mais de um POS em seu estabelecimento.  Ela é muito utilizada por empresas menores devido à sua facilidade de operação e de sua praticidade, devido ao fato de ser portátil. Além disso, seu preço mais baixo também funciona como um atrativo para os pequenos varejistas.

Dentre outras vantagens do POS estão o fato de não precisar de uma automação comercial integrada, nem de nenhuma infraestrutura externa, já que a própria máquina emite o recibo e a comunicação de dados se dá por meio de linha telefônica. Em contrapartida, o fato de não operar com diversas bandeiras de cartões e de não ser integrado com um sistema de automação prejudicam os varejistas maiores, pois a conciliação de vendas e o controle financeiro ficam muito mais difíceis. Por essa razão, grandes redes acabam optando pelo TEF.

O TEF também é uma tecnologia que permite a operação com cartões de crédito ou débito, mas, ao contrário do POS, não é portátil e sim fixado ao caixa de um estabelecimento. O TEF é multiadquirente, permitindo, assim, que o varejista aceite várias bandeiras de cartões. Ele captura as transações e as envia para as redes via internet. Além disso, por ser integrado a um sistema de automações, ele facilita a conciliação de vendas e o controle financeiro, não exigindo que o varejista guarde todos os recibos de operações como acontece com o POS. Por outro lado, o TEF apresenta algumas desvantagens, como a falta de mobilidade das máquinas e o fato de requerer uma conexão com a internet.

A inovação do Smart Terminal

Para tornar a vida do varejista mais fácil, surgiu a tecnologia do Smart Terminal, que possibilita a utilização de um único terminal para substituir o computador, a impressora e a máquina de cartão. O smart terminal pode ser oferecido pelas redes de adquirência Rede ou Cielo, que por sua vez concentram todas as principais bandeiras – Visa, Mastercard, Elo, Diners, Hipercard, entre outras.

Uma das grandes vantagens do Smart Terminal é que ele permite que o lojista obtenha aplicativos de ponto de venda e demais soluções para complementar sua gestão, integrados na própria máquina, o que possibilita ao lojista dispensar outros dispositivos para administrar o negócio de ponta a ponta. Até mesmo a emissão de notas fiscais pode ser feita pelo dispositivo. Isso significa mobilidade total e agilidade na gestão.

O custo-benefício é excelente, já que o varejista não precisa comprar computadores ou impressoras para operar o sistema. Além disso, por ser tudo integrado na nuvem e operar 100% online, o pagamento e a gestão ficam concentrados em uma única plataforma, o que confere muita praticidade e mobilidade para o lojista.

Com o Smart Terminal, é possível efetuar vendas, receber pagamentos por cartão de crédito e débito e emitir cupons fiscais direto da maquininha de cartão. É como se todo o caixa estivesse disponível na própria máquina. Além disso, como o gerenciamento é feito à distância, é possível controlar a loja de qualquer lugar, bastando um dispositivo com acesso à internet.

O PDVend é um sistema de ponto de venda que está integrado às principais soluções de Smart Terminal do mercado, proporcionando maior  flexibilidade e economia ao varejista.  Todos os benefícios estão ao alcance do lojista: é muito fácil se adquirir o plano de gestão de loja PDVend e os custos são bem menores do que você imagina.

Quer saber como adquirir o Smart Terminal Rede com ponto de venda integrado? Clique aqui para descobrir!

Curtiu esse conteúdo?

Compartilhe nas redes sociais. ;)

E assine nossa newsletter para receber muito mais conteúdo direto no seu e-mail.

Antes de ir, baixe esse ebook e

descubra como aumentar as vendas do seu e-commerce

Não se preocupe, suas informações estão seguras conosco.