SaaS ou On-Premises: qual a melhor opção para sua empresa?

8/02/19
5 min de leitura

Na hora de escolher um sistema de gestão, uma dúvida é muito comum: afinal, é melhor escolher um SaaS ou On-Premises? É mais interessante optar por um sistema instalado na nuvem ou por um com instalação local? Para decidir, é importante conhecer as características, vantagens e desvantagens de cada opção. 

Por isso, vamos explicar as principais diferenças entre essas duas modalidades e listar seus pontos fracos e fortes. 

A diferença entre SaaS e On-Premises

A diferença fundamental entre as duas modalidades de sistemas é que o SaaS é um software armazenado na nuvem e vendido como um serviço com assinatura, enquanto o On-Premises é instalado em um servidor local, sendo vendido como um produto que é adquirido pela empresa.

Adotando um SaaS, a empresa se compromete a pagar uma assinatura mensal para usufruir daquele serviço. A gestão e a segurança dos dados, o suporte técnico e a atualização do software são de responsabilidade da fornecedora. Já ao optar pelo On-Premises, a empresa paga pela licença do software e por todas as atualizações que por ventura sejam necessárias para garantir o seu pleno funcionamento.

Em relação ao SaaS, o On-Premises apresenta custos imprevisíveis (pode ocorrer um defeito imprevisto, por exemplo), o que pode afetar o orçamento da empresa. Além disso, é necessário investir mais na capacitação de profissionais aptos a lidar com o sistema, o que nem sempre é uma tarefa simples. 

Por não estar na nuvem nem contar com backups automáticos, há risco de falhas no sistema e perda de informações, já que a segurança fica totalmente sob responsabilidade da empresa. Pelo mesmo motivo, pode ser mais complicado atualizar o software com a regularidade necessária, o que exige um monitoramento rígido por parte da equipe de TI. 

Também é preciso apontar como desvantagem a necessidade de arcar com as despesas de servidor e outros gastos envolvidos para manter o bom funcionamento do software. Por essas razões, e mais alguns benefícios que citaremos a seguir, as empresas estão tendendo cada vez mais a adotar o SaaS para facilitar sua gestão. 

As vantagens de adotar um SaaS

Adotar o SaaS tem uma série de vantagens, como a demanda por um menor investimento inicial, já que não é preciso adquirir equipamentos específicos para a instalação do software nem comprar a licença, e o fato de os custos serem fixos e previsíveis, permitindo que o gestor controle melhor o orçamento. Como não é preciso investir em nenhuma infraestrutura especial, a implementação do sistema também é muito mais rápida

Além disso, conforme já explicamos, não é necessário investir pesado em servidores, em espaço físico e em equipe técnica especializada, já que tudo é feito online pela fornecedora do serviço. A segurança das informações também é garantida, uma vez que as empresas fornecedoras fazem backup automático dos dados e oferecem criptografia, senhas, antivírus e outros mecanismos de proteção. 

Outro benefício oferecido pelos fornecedores dos serviços são as atualizações periódicas do software, fazendo com que ele nunca fique obsoleto, bem como o suporte técnico incluso na mensalidade. Além disso, algumas empresas ainda permitem personalizar o sistema de acordo com as necessidades e especificidades do negócio, de modo que não é necessário pagar por funcionalidades de que você não precise. 

Além disso, os softwares costumam ser muito intuitivos e fáceis de utilizar, o que demanda menos trabalho e menos tempo para seu time. E por falar em tempo, ele também é otimizado, já que não é necessário se preocupar com backups e consertos de equipamentos, pois é tudo feito pela empresa que fornece o serviço.

No que se refere à acessibilidade e à facilidade de controle, o SaaS também soma pontos. Como o acesso ao sistema pode ser feito usando qualquer dispositivo com acesso à internet, é muito mais simples manter a gestão sob controle. Essa mobilidade facilita a comunicação entre o gestor e os membros de sua equipe, torna os processos muito mais ágeis, e permite a resolução de problemas rapidamente, mesmo de longe.

Além disso,  a maior parte dos SaaS disponibiliza APIs que facilitam as integrações com outros sistemas utilizados pela companhia, contribuindo com o perfeito funcionamento do fluxo de trabalho. 

Quanto custa investir em cada um? 

À primeira vista, pode parecer que a adoção de um software instalável nos servidores da empresa seja economicamente mais vantajosa, afinal, é um gasto que só se tem uma vez, sem necessidade de pagar pela assinatura todos os meses.

Entretanto, na prática, optar pelos softwares que operam em nuvem acaba saindo mais barato, uma vez que o pagamento mensal inclui suporte técnico, custos de instalação e manutenção, atualização periódica do software, segurança de dados e toda a infraestrutura necessária para manter o sistema funcionando. Com o sistema instalado na máquina, além de comprar a licença de uso, ainda é necessário arcar com todas essas despesas à parte, o que encarece muito o custo final. 

Antes de bater o martelo em relação a um software On-Premises, é preciso considerar todos os gastos atrelados, como as manutenções e atualizações dos servidores físicos, as horas de trabalho da equipe técnica e a energia elétrica consumida. Só colocando tudo na ponta do lápis é que você irá descobrir se, de fato, essa opção valeria a pena. 

Qual opção oferece maior segurança aos dados? 

A segurança dos dados da empresa é muito maior com o SaaS, pois as empresas que fornecem os serviços investem pesado em tecnologia e estão capacitadas a manipular e controlar os dados dos clientes de forma totalmente segura. As empresas mais sérias do mercado seguem rigorosas normas, garantindo que todas as informações fiquem protegidas. 

Nos sistemas On-Premises, a segurança oferecida também pode ser alta, mas é preciso investir em recursos eficazes para obter a máxima proteção.

Como você deve ter percebido, hoje, a tendência é a consolidação dos softwares SaaS como uma opção moderna, acessível e segura para controlar sua gestão.

O sistema de gestão perfeito é aquele que se integra melhor aos outros sistemas utilizados pela empresa pois, dessa forma, o fluxo de informações é otimizado, e a comunicação entre os diferentes setores melhora, permitindo a obtenção de resultados mais expressivos. E essa integração é mais fácil de ser alcançada com um SaaS, como as soluções da suite Nexaas, que permitem uma gestão mais fluida e dinâmica. Na hora de fazer sua escolha, leve isso em consideração. 

Quer saber mais? Visite o nosso site e saiba o que podemos fazer pelo seu negócio!