Por que os custos, gastos, e despesas influenciam as tomadas de decisão?

11/01/19
4 min de leitura

Em um mercado extremamente competitivo, para uma empresa crescer e gerar mais lucros é preciso que o gestor se dedique a procurar sempre as melhores estratégias comerciais. Mas engana-se quem pensa que conquistar novos clientes é garantia de ter uma alta lucratividade. Para que esse objetivo seja alcançado, é preciso atentar para algo muito importante: os custos. 

Se os custos que a empresa tem para se manter operando não forem controlados e acompanhados minuciosamente, pode haver desperdícios que acabam minando a lucratividade da empresa e até causando prejuízos. É por isso que a gestão de custos é tão importante. 

Neste post, você vai entender o que é a gestão de custos e como ela influencia no processo de tomada de decisões do gestor corporativo. 

O que é a gestão de custos?

A gestão de custos é o conjunto de estratégias, controles e métricas utilizados para ter a melhor visão possível de todos os custos diretos e indiretos inerentes ao funcionamento da empresa, que devem embasar a tomada de decisões estratégicas do gestor. 

Uma boa gestão de custos permite identificar a importância e a necessidade de cada gasto, avaliar as variações do fluxo de caixa e implantar boas práticas para melhorar a forma como os recursos são utilizados. 

Existem alguns passos a serem seguidos para uma gestão de custos eficiente. O primeiro deles é conhecer os custos, compreendendo tudo o que a empresa gasta para se manter em operação. Isso engloba os custos diretos envolvidos na produção e na venda do produto ou serviço, a matéria-prima, gastos com os fornecedores, impostos, e também as despesas mais subjetivas, como o aluguel de uma sala comercial ou de veículos, viagens de negócios, entre outras.

Em suma, é preciso saber exatamente para onde o capital da empresa está indo para elaborar estratégias para reduzir esses gastos. Ter conhecimento dos custos ajuda o gestor a administrá-los melhor. 

Também é importante não perder de vista as características dos custos, ou seja, compreender como cada um deles se comporta para desenvolver ações mais eficazes no seu controle e em uma possível redução. Para isso, é essencial identificar cada despesa quanto a sua participação no processo de produção, que pode ser direta ou indireta, e também quanto a sua variação, ou seja, se são custos fixos ou variáveis.

Conhecendo bem a natureza de cada custo, o gestor consegue ter melhor compreensão sobre a possibilidade de reduzi-los sem causar queda de qualidade, e está mais apto a tomar decisões importantes, como buscar fornecedores mais baratos, otimizar o uso de energia, automatizar tarefas, entre outras. Assim, os esforços são otimizados e a empresa não fica no prejuízo. 

Além disso, também é essencial entender a importância dos custos para o desempenho da empresa e usar essa informação para criar alternativas. É a hora de confirmar ou rever a necessidade de um custo. Isso vai auxiliar o gestor a definir prioridades. 

Nesse momento, o gestor deve avaliar quais são os custos imprescindíveis e quais podem ser substituídos, eliminados ou reduzidos. Nesse ponto, vale lembrar que certas despesas são sazonais, ou seja, se fazem mais necessárias em determinados períodos. Dessa forma, trata-se de uma análise que deve ser feita regularmente e com muita atenção. 

O próximo passo é avaliar as alternativas, ou seja, criar um leque de opções para substituir as despesas de uma maneira mais barata ou mais produtiva. Por exemplo, pode ser o caso de contratar novos fornecedores, fazer parcerias, migrar de plataforma, terceirizar certas atividades, utilizar ferramentas mais baratas e, em geral, priorizar as opções de melhor custo-benefício. 

Nesse contexto, uma sugestão que deve ser levada em conta é adotar soluções de tecnologia para melhorar a gestão e o controle, e tornar os processos mais produtivos. Isso inclui fazer videoconferências ao invés de reuniões presenciais, armazenar arquivos em nuvem para evitar gastos com um servidor próprio e até mesmo implementar um sistema de gestão corporativa online para automatizar tarefas e controlar melhor os processos. 

A gestão de custos e a tomada de decisões

Como você deve ter percebido ao longo deste texto, ter uma boa gestão de custos é primordial para otimizar o processo de tomada de decisões. Controlar de perto os custos corporativos auxilia o gestor em diversas situações, como, por exemplo, quando ele precisa decidir se deve aumentar ou diminuir a produção de determinado item, quando deve tomar decisões relacionadas a estratégias de redução de custos, quando precisa decidir sobre estratégias de precificação, na hora de avaliar o desempenho de produção e de venda e até mesmo quando precisa projetar o volume de vendas necessário para se obter lucro. 

O objetivo de todas as organizações, como sabemos, é maximizar sua lucratividade e se manter competitiva em seu mercado. Portanto, entender bem o comportamento dos custos do negócio é de fundamental importância para conquistar um diferencial e se destacar da concorrência. 

 

E aí, sua empresa está realizando a gestão de custos da maneira adequada?