O que é Certificado Digital e que empresas precisam dele?

27/03/18
3 min de leitura

Hoje em dia, muitas transações comerciais e financeiras são feitas pela internet e, com isso, aumenta a preocupação com a privacidade e a segurança dos dados transmitidos online. Para evitar fraudes e garantir que as transações eletrônicas são 100% seguras foi criado o Certificado Digital. Como muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre esse conceito, decidimos fazer este post para elucidar os principais pontos.

O que é o Certificado Digital

Um Certificado Digital nada mais é do que um arquivo eletrônico com validade jurídica, que funciona como uma espécie de assinatura, garantindo a autenticidade das informações trocadas digitalmente. O certificado digital garante autenticidade, privacidade e integridade às operações validadas por ele. Em suma, é como se fosse a identidade da pessoa física ou jurídica na internet.

Para que é usado o certificado digital?

O Certificado Digital serve para autenticar e validar ações feitas pela internet, como, por exemplo, a assinatura e o envio de documentos, as transações bancárias, a assinatura de notas fiscais, o envio de declarações, o login em um ambiente eletrônico, entre outros processos.

Dentre os benefícios do certificado digital para validar essas transações estão a desburocratização e facilitação dos processos, a economia de tempo e de espaço físico para armazenar documentos, e a segurança dos documentos, já que o certificado tem validade jurídica.

Como elimina a necessidade de presença física, o uso de certificados digitais torna os processos mais rápidos, sustentáveis, e ainda ajuda a reduzir custos operacionais.

Tipos de certificados digitais

Para as empresas, existem diferentes tipos de certificados digitais que variam de acordo com a necessidade: o Certificado Digital e-CNPJ, o Certificado Digital e-NF/NFC-e para notas fiscais eletrônicas; o Certificado Digital OAB, para advogados; o MobileID para ser usado no celular, e o Certificado SSL, que garante a segurança de sites.

Quanto ao armazenamento, os certificados digitais podem ser A1 e A3. O Certificado A1 é emitido e armazenado no computador ou no smartphone, e tem validade de 1 ano. Já o Certificado A3 é emitido e armazenado numa mídia criptográfica, como um cartão ou um token, e tem validade de 1 a 3 anos.

Como emitir um Certificado Digital?

É simples e rápido realizar a emissão de um Certificado Digital: hoje já existem empresas especializadas nisso, como a Certisign e a Serasa Experian. Todo o processo é feito pela internet, com segurança e praticidade, e nos sites das próprias empresas é possível fazer o teste para descobrir de qual certificado a sua empresa precisa.

Que empresas precisam ter um Certificado Digital?

Empresas que precisem realizar transações online com segurança e proteção devem ter um Certificado Digital, pois somente dessa maneira suas operações serão autenticadas. Vale lembrar que, para empresas inscritas no Simples Nacional, a certificação digital é opcional, mas, para aquelas empresas inscritas nos regimes tributários de lucro real ou lucro presumido, ela é obrigatória.

Para as empresas que emitem notas fiscais eletrônicas, como os e-commerces, o Certificado Digital também não é opcional, mas uma exigência, afinal, sem esse certificado elas são impedidas de realizar a emissão.

O Emites, software de emissão de notas fiscais eletrônicas da Nexaas, por exemplo, exige a emissão do certificado digital para operar. Seja qual for seu modelo de negócios, uma empresa certificada digitalmente já está apta a utilizar o Emites para automatizar e agilizar a emissão de suas notas fiscais, otimizando a gestão financeira.

Se sua empresa já tem um Certificado Digital e quer saber mais sobre as vantagens de utilizar um emissor de notas fiscais eletrônico , clique e conheça todas as funcionalidades do Emites. Se ainda não tem, vale a pena considerar a possibilidade de emitir um e desfrutar da segurança e praticidade que os certificados oferecem.