Como montar calendário financeiro e ficar com as contas em dia?

2 de agosto de 2017, às 13:11

A organização é um atributo fundamental para a administração financeira de qualquer empresa. Para ajudar na tarefa de manter o caixa sob controle, muitos recorrem à tradicional planilha de receitas e despesas. No entanto, será que apenas esse recurso é suficiente para todas as demandas do gestor financeiro?

Com tantas contas e prazos diferentes a serem cumpridos, é comum que os gestores sintam falta de uma ferramenta que permita um acompanhamento mais preciso das datas.

Pensando nisso, resolvemos escrever, no post de hoje, sobre como montar e utilizar um calendário financeiro — uma excelente maneira de colocar as contas da sua empresa em dia. Acompanhe!

Entenda o que é um calendário financeiro

O calendário financeiro é a maneira mais simples de não se perder no meio das obrigações financeiras da empresa. Ele permite a visualização rápida e objetiva das movimentações financeiras às quais o gestor deve estar atento, sendo uma espécie de esboço do fluxo de caixa.

O ideal é que o calendário financeiro seja elaborado semanalmente, permitindo um acompanhamento rigoroso de todos os pagamentos e recebimentos. Portanto, é preciso encarar esse recurso como uma tarefa rotineira e essencial para a administração das finanças.

Descubra os benefícios do calendário financeiro

A utilização de um calendário financeiro pode representar diversos benefícios na administração das contas empresariais.

O principal deles é evitar a perda de prazos de pagamento, fato que pode acarretar em multas e juros e prejudicar o orçamento, uma vez que esses gastos costumam ser inesperados. Atrasos no pagamento de obrigações, podem, inclusive, deixar a empresa na situação de inadimplência, o que pode resultar em transtornos ainda mais graves.

Outro ponto positivo é saber exatamente quando determinado recurso estará disponível na conta da empresa, facilitando a programação de investimentos, compras, pagamentos de impostos etc. Isso ainda ajuda a mensurar a necessidade de capital de giro da empresa, garantindo que não faltará dinheiro para nenhuma operação.

Saiba como montar um calendário financeiro

Você pode utilizar diversas plataformas para montar um calendário financeiro para sua empresa, como um mural, um quadro branco ou, ainda, uma planilha. Contudo, é fundamental que o calendário esteja em um local de fácil acesso, onde você poderá consultá-lo de maneira rápida no dia a dia.

Comece separando as semanas do mês, reservando espaço suficiente para anotar as movimentações financeiras de cada dia. No caso das receitas, anote o valor a ser recebido, a natureza da operação e nome do pagador. Da mesma forma, registre o valor, o tipo e o credor para as despesas.

Finalmente, você pode calcular a diferença entre entradas e saídas para descobrir o balanço financeiro esperado para cada dia. Dessa maneira, ainda será possível detectar quais gastos têm pesado no orçamento da empresa e determinar medidas a fim de reduzi-los.

A dica para começar a elaborar seu calendário, é fazer uma relação de todas as despesas e receitas fixas, atribuindo-as às suas respectivas datas de vencimento. Depois, bastará identificar as movimentações variáveis, fazendo os ajustes a cada semana para garantir a precisão das estimativas.

Viu como é fácil montar um calendário financeiro para manter as contas da sua empresa sempre em dia? Para ficar por dentro de mais dicas como essa, curta nossa página no Facebook e não perca nossos próximos conteúdos!

Curtiu esse conteúdo?

Compartilhe nas redes sociais. ;)

E assine nossa newsletter para receber muito mais conteúdo direto no seu e-mail.