Centros de custo – entenda esse conceito e como aplicá-lo na gestão financeira

23 de janeiro de 2018, às 14:56

Você sabe o que são os centros de custo? São segmentos de uma empresa com certa autonomia entre si: geralmente representam projetos ou setores dessa empresa. Os centros de custo servem para organizar de forma mais eficiente as atividades da empresa e obter uma melhor análise de partes do seu negócio.

Vantagens dos centros de custo

Os centros de custo trazem inúmeras vantagens para a empresa ao permitir o agrupamento de despesas e receitas. Uma das vantagens mais perceptíveis é a análise facilitada: com a segmentação, fica mais simples entender o que vai bem e o que pode ser melhorado. Esse tipo de análise seria bem mais demorado ao se estudar o negócio como um todo. Com os centros de custo, no entanto, é possível especificar as áreas que deverão receber maior foco do gestor.

Outro benefício é a possibilidade de compartilhamento das informações. Ao se segmentar a empresa em centros de custo, é possível que o gestor de cada departamento consiga avaliar seu próprio desempenho e otimizar seus projetos. Dessa forma, cada setor da empresa tem metas próprias, e total responsabilidade pelas suas próprias receitas, despesas e decisões.

Além de tornar os processos mais fluidos e dinâmicos, segmentar um negócio em centros de custo permite também que se obtenha um resumo financeiro de toda a empresa. Esse resumo ajuda a definir a verba necessária para cada projeto ou departamento, ajustar as expectativas de cada um e também a especificar quais as melhores oportunidades ou possíveis ameaças para cada centro de custo. Com isso, o controle financeiro torna-se muito maior.

Como saber de quantos centros de custo sua empresa precisa?

O número de centros de custos necessários para uma boa gestão é uma questão que varia de acordo com o tamanho e as demandas da empresa. Tenha em mente que, quanto mais centro de custos, maior será o controle. Normalmente, um negócio é dividido em pelo menos três centros de custos: administração, vendas e produção. É importante também separar as despesas de cada centro de custo para uma distribuição mais justa e coerente. Mas não existe uma cartilha: o modelo ideal é aquele que atende às necessidades de sua empresa.

Como cadastrar os centros de custo no Myfinance?

Para facilitar a aplicação do conceito dos centros de custo em sua empresa, é importante fazer uso de um bom gestor financeiro, como o Myfinance. Com ele, é possível segmentar e acessar relatórios detalhados, criar regras automáticas e otimizar o tempo dos gestores.

É muito simples cadastrar e configurar os centros de custo no Myfinance. Primeiramente, basta acessar o menu Cadastro Centro de Custos / Receita.

Feito isso, clique em Novo Centro de Centros de Custo/Receita insira o Nome selecione a Entidade na listagem na opção Classificação dê um checkbox na opção desejada clique em Salvar Centros de Custo/Receita. Pronto, seu registro já foi criado em poucos passos!

Uma dica importante: caso queira, você também pode criar vários novos registros de uma só vez importando uma planilha de Excel. Para isso, basta clicar em importar, baixar o arquivo modelo, substituir os dados de exemplo pelos dados dos registros desejados e salvar em sua máquina.

Depois disso, é só selecionar o arquivo que você acabou de salvar e enviá-lo para o sistema. Fácil, né?

Sua empresa já trabalha centros de custo? Você pensa em aplicar esse conceito? Entre no nosso site e saiba mais sobre as vantagens do Myfinance para viabilizar essa implantação.

Curtiu esse conteúdo?

Compartilhe nas redes sociais. ;)

E assine nossa newsletter para receber muito mais conteúdo direto no seu e-mail.

Antes de ir, baixe esse ebook e

descubra como aumentar as vendas do seu e-commerce

Não se preocupe, suas informações estão seguras conosco.