Sem categoria

B2B, B2C, C2C, B2G – Entenda esses modelos de negócio

18/02/18
2 min de leitura

B2B, B2C, C2C, B2G… são tantas as siglas que designam os diferentes modelos de negócio que não é difícil se confundir. Para tirar todas as dúvidas, explicamos nesse artigo qual é a diferença entre esses modelos.

Para começar: entenda o conceito de stakeholder

Para ficar por dentro desse assunto, é preciso compreender com clareza o conceito de stakeholder, ou seja, o público estratégico de uma empresa. Stakeholders são aquelas pessoas ou corporações que estejam, de alguma forma, relacionadas a um negócio e que desempenhem um papel direto ou indireto nos resultados desse negócio.

Os stakeholders podem ser outras empresas, os concorrentes, órgãos governamentais, fornecedores, sindicatos, leads, clientes, os próprios funcionários e gestores da empresa, entre outros. Eles são elementos essenciais para a gestão e o sucesso de uma corporação.

Uma empresa se relaciona com diversos públicos, em uma via de mão dupla. São esses modelos de relacionamento os responsáveis pelas siglas que geram tanta confusão! Dito isso, vamos esclarecer do que se tratam todos esses conceitos!

B2B, B2C, C2C, B2G… Afinal, qual é mesmo a diferença?

B2B – Business to Business

Esse modelo se refere às transações feitas entre uma empresa e outra, seja uma companhia fornecendo produtos ou prestando serviços para outra companhia. Nesse cenário, não há foco na venda para o consumidor final. Como exemplo, podemos citar o fornecimento de insumos para empresas e a coleta de lixo particular. A Nexaas também é um exemplo de empresa que funciona no modelo B2B, pois oferece softwares de gestão que podem ser utilizados em outras empresas.

Num mundo competitivo como o de hoje, a cooperação entre empresas diferentes é fundamental para que todas as engrenagens continuem a rodar, daí a importância do modelo B2B.

B2C – Business to Consumer

Esse é o modelo mais comum que existe, e se refere às transações comerciais realizadas entre a empresa e o consumidor final, pessoa física. É o caso de e-commerces e de concessionárias de veículos, por exemplo.

C2C – Consumer to Consumer

Nesse modelo de negócios, a comercialização de produtos e serviços ocorre entre dois consumidores. Com o boom da internet e a popularização das mídias sociais, esse tipo de negócio se tornou muito comum. Hoje, em grande parte das vezes, essas transações ocorrem por intermédio de sites que facilitam o processo.

São exemplos de negócios C2C as transações efetuadas via Mercado Livre, eBay, OLX, Estante Virtual, entre outros.

B2G – Business to Government

Esse modelo de negócio se refere a transações entre as empresas e o governo, como, por exemplo, empresas que prestam serviços ou fornecem material para órgãos governamentais. Normalmente os negócios B2G envolvem um processo de licitação ou contratos especiais.

 

Esperamos que, com esse post, tenhamos ajudado você a entender esses conceitos e compreender um pouco melhor os diferentes modelos de negócios. Para mais informações e notícias sobre gestão empresarial, acompanhe nosso blog e fique por dentro!