5 maneiras de evitar uma fraude financeira empresarial

11 de maio de 2017, às 14:31

Gerenciar o setor financeiro de uma empresa não é tarefa fácil. Independentemente do tamanho de sua organização, é necessário que o gestor tenha muita atenção e responsabilidade para que nenhuma fraude financeira venha a acontecer, afinal, quando se lida com dinheiro, todo cuidado é pouco.

Infelizmente, golpes financeiros são mais comuns do que podemos imaginar. Pensando nisso, separamos 5 dicas valiosas que podem ajudar a evitar uma fraude financeira em sua empresa. Confira!

1. Conheça os procedimentos que envolvem dinheiro

É importante conhecer todos os processos executados na empresa, principalmente os que envolvem dinheiro, seja em operações internas ou externas.

Assim, você terá uma visão geral de como funciona o seu gerenciamento de despesas e receitas e, se necessário, saberá como analisar os pontos falhos que são passíveis de serem manipulados, evitando assim uma série de fraudes.

2. Conheça bem os funcionários que trabalham com dinheiro

Tão importante quanto conhecer os procedimentos é saber quem são as pessoas que compõem a sua equipe financeira, bem como o percurso do dinheiro até chegar em seus destinos ou áreas correspondentes.

Existem pessoas mais suscetíveis a cometer erros do que outros, por isso é importante que você avalie com cuidado quais funcionários que têm as funções de trabalhar com o dinheiro de sua empresa. Conheça melhor o perfil destes funcionários e acompanhe de perto todas as suas condutas.

3. Entenda o sistema de gerenciamento financeiro

A fraude financeira costuma acontecer quando o registro é mal feito ou não supervisionado.

Sendo assim, é importante conhecer o sistema de controle financeiro utilizado por sua empresa, possibilitando que o gestor, quando necessário, acesse os registros e verifique possíveis irregularidades pessoalmente.

4. Solicite relatórios gerenciais periodicamente

Para minimizar as chances de fraude ou desvio, é fundamental solicitar com frequência os relatórios de custos, despesas e receitas que ocorreram em determinado período, para verificação e análise desses três pontos.

O ideal é que essa espécie de “auditoria” seja feita em uma base mensal, e que você sempre reserve um dia para analisar os relatórios com cuidado e atenção, sob o crivo crítico e analítico de um gestor que busca falhas em sua gestão financeira.

Caso a área de finanças e contabilidade não forem o seu forte, o mais adequado é contratar um profissional de confiança para realizar essa análise em conjunto. Lembre-se de que mesmo alguns centavos podem significar uma grande diferença na hora de fechar as contas.

5. Use a tecnologia a seu favor

Essa pode ser a dica mais valiosa. Graças ao avanço tecnológico, existem hoje diversos sistemas e ferramentas de gestão financeira, o que pode facilitar todas as tarefas já descritas neste artigo, tornando seus processos de auditoria e conferência mais práticos e difíceis de serem fraudados.

Existem sistemas que possibilitam a integração de todas as movimentações financeiras, desde o pagamento a fornecedores, impostos, taxas e demais despesas, até os recebimentos de clientes.

De posse de uma funcionalidade dessas, o gestor terá em mãos um relatório preciso e detalhado de todo dinheiro que entrou e saiu de sua empresa, podendo facilmente verificar possíveis fraudes ou pontos suscetíveis a desvios.

Se você gostou deste artigo sobre como evitar a fraude financeira em sua empresa, deixe se comentário e compartilhe suas dúvidas e suas experiências!

Curtiu esse conteúdo?

Compartilhe nas redes sociais. ;)

E assine nossa newsletter para receber muito mais conteúdo direto no seu e-mail.