5 dicas para um controle de estoques eficiente

O controle de estoques parece ser uma tarefa simples e, por isso, acaba não recebendo muita atenção em algumas empresas. No entanto, essa tarefa pode ser mais complexa do que você imagina. Existem várias técnicas e sistemas para controle de estoque e ele precisa ser feito em tempo real, de maneira precisa e metódica.

Realizar um controle de estoque eficiente é um pré-requisito para uma boa gestão de vendas, compras e contabilização de investimentos. Preparamos estas 5 dicas para um controle de estoques mais eficiente. Confira!

1.   Contrate um estoquista confiável

O profissional da área de controle de estoque precisa ser organizado, diligente e detalhista. Contrate um profissional ou uma equipe que entenda a importância do controle e saiba organizar e monitorar o estoque com agilidade e precisão.

As habilidades da equipe são importantes porque existem muitos detalhes a serem verificados como prazo de validade de produtos, cadastro de materiais e itens e condições de armazenamento. Lembre-se que perder ou estragar qualquer bem do estoque significa prejuízo para a empresa.

2.   Contabilize o inventário

A contabilização do inventário deve ser feita periodicamente para rastrear possíveis quebras de estoque e identificar falhas no controle. O ideal é que a contabilização seja feita por uma equipe e conferida por outra e quaisquer divergências sejam apuradas.

Se as quantidades reais de produtos estiverem muito diferentes das quantidades cadastradas, o seu controle de estoque pode estar deficiente. Nesse caso, tente encontrar as raízes do problema para promover melhorias nos processos e na equipe.

3.   Organize o espaço físico

Defina um sistema de organização do espaço e ordenação dos produtos. Manter os produtos organizados evita que os funcionários desperdicem tempo procurando pelos itens. Seus estoquistas precisam saber exatamente onde achar cada objeto.

Pense em estratégias que diminuam o tempo de deslocamento das pessoas dentro do estoque. Por exemplo, produtos que saem mais têm que estar mais próximos; peças que costumam ser vendidas ou usadas em conjunto podem ser dispostas lado a lado etc.

4.   Mapeie e integre as operações

Os dados do estoque têm ligação direta com o número de vendas e vice-versa. Por isso, as equipes de compras, vendas, marketing e estoque podem atuar em conjunto para otimizar os resultados. Produtos parados há muito tempo podem ser colocados em promoção, itens que saem muito podem ser pedidos em quantidades maiores, entre outras ações. Para automatizar esse processo, você pode utilizar diversas técnicas de gestão de estoques, como a Curva ABC, Lei de PEPS, Lei de UEPS e outras.

5.   Registre e controle tudo que chega e que sai

É fundamental que a equipe de estoquistas entenda a importância do controle em tempo real de tudo que chega e que sai no estoque. O controle tem que ser feito rigorosamente e a documentação emitida de maneira correta. Atrasos ou defasagem no lançamento das movimentações do estoque podem virar uma bola de neve e causar problemas. Não permita entrada ou saída de nenhum material sem o devido registro.

6.   Tenha um bom software para controle de estoque

A tecnologia pode te ajudar em tudo, inclusive no controle de estoques. Um bom software pode facilitar o trabalho de registros de produtos e emissão de notas, muitas vezes reduzindo o gasto com mão de obra. Se você está tendo dificuldades no controle ou gostaria de aprimorar seu sistema, considere adquirir um software de controle de estoque, que também pode ser integrado com outras funções da empresa.

Não importa se o seu negócio é pequeno, médio ou grande, manter um registro exato e confiável da quantidade de produtos armazenados é fundamental. Um controle de estoque eficiente vai facilitar o dia a dia da sua empresa e otimizar os investimentos.

Tem alguma dúvida ou sugestão sobre controle de estoques? Deixe seu comentário!

Nexaas Soluções